sábado, março 18, 2006

O CARTÃO "X em UM"

Copiado daqui. A mim também me preocupa muito.


O que se esperava e nos garantiam que não ia suceder, sucedeu. O eng. Sócrates, disse taxativamente que espera "uma concorrência" entre os serviços de Estado para incluir "novos dados" no cartão "cinco em um". Isto significa que o cartão "cinco em um" se vai transformar não tarda nada no cartão "sete em um", "quinze em um", "vinte em um" e por aí fora. Este assalto à privacidade parece entusiasmar o Primeiro-Ministro, porque simplifica e moderniza a burocracia. Também simplifica e moderniza os meios do governo andar com um olho em cada um de nós, ninguém pode saber hoje porquê ou para quê. Pior ainda: qualquer indivíduo com acesso ao cartão (um empregado de bancário, por exemplo, ou um contabilista de hospital) fica (se quiser) a conhecer a nossa vida inteira. Basta uma fotocópia.
Um pequeno pensamento, próprio do dia: se estivesse em Belém, o dr. Soares não permitia isto.

vpv

5 comentários:

Pecaaas disse...

Olá,Luísa! É assim a vida de um funcionário público...
BFS
Pedro

O Micróbio II disse...

Atenção que o Micróbio mudou de casa...
Agora está numa nova rua: http:\\o-microbioii.blogspot.com

Henrique Santos disse...

Ai, ai, ai... querem lá vêr que já não tenho segredos? Bem... também era cá uns segreditos de meia tijela, bem feita!!
Bjinhos Ricky

Snail disse...

Então ainda bem que o Dr. Soares não está em Belém. Porque, na verdade, às vezes até tenho saudades da Europa, do século XXI... Ou teremos de ter sempre o velhinho BI com o dedo lá estampado, o cartão de leitor, manuscrito (mal), o cartão da segurança social, com uma tarja magnética (para inglês ver), o cartão de contribuinte, com um chip para fazer de conta, etc...

O Micróbio II disse...

O Micróbio faz hoje anos...